Danilo Santos de Miranda – Diretor Regional do SESC-SP. Formado em Filosofia e Ciências Sociais, realizou estudos complementares de especialização na PUC e FGV de SP e no IMEDE na Suíça. Foi Presidente do Comitê Diretor do Fórum Cultural Mundial em 2004, do Comissariado Brasileiro do Ano da França no Brasil em 2009 e do CIBS – Consejo Internacional Del Bienestar Social para a Região da América Latina e Caribe no período de 2008/2010. Participa ativamente de seminários nacionais e internacionais sido agraciado com homenagens ao seu desempenho em favor da cultura na França, Alemanha e Bélgica. Entre suas obras, como organizador: Cultura e Alimentação: Saberes Alimentares e Sabores Culturais (2007) e, Memória e Cultura: a importância da memória na formação cultural humana (2007).

Eliana Sousa Silva – Mestre em Educaçāo e Doutora em Serviço social, é coordenadora do Curso de Especialização em Segurança Pública, Cultura e Cidadania da UFRJ, e do Curso de capacitação de lideranças Universidade-Favela, do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC), da Universidade Cândido Mendes. Diretora da organização Redes de Desenvolvimento da Maré, coordenou uma extensa pesquisa sobre educação pública naquela região.

Eliane Costa – Mestra em Bens Culturais e Projetos Sociais pela FGV-Rio, onde coordena o MBA de Gestão e Produção Cultural. É doutoranda na UFRJ, com pesquisa sobre apropriações culturais periféricas dos paradigmas das redes e tecnologias digitais. De 2003 a 2012, foi Gerente de Patrocínios da Petrobras. Hoje atua como consultora, professora e palestrante nos campos da Gestão Cultural, da Cultura Digital e da Economia Criativa. É autora do livro Jangada Digital (Ed. Azougue, 2011), sobre os Pontos de Cultura e as políticas do MinC para o cenário das redes na gestão Gilberto Gil. E organizadora do livro De baixo para cima (Ed. Aeroplano), com lançamento marcado para o próximo dia 5 de dezembro.Mestra em Bens Culturais e Projetos Sociais pela FGV-Rio, onde coordena o MBA de Gestão e Produção Cultural. É doutoranda na UFRJ, com pesquisa sobre apropriações culturais periféricas dos paradigmas das redes e tecnologias digitais. De 2003 a 2012, foi Gerente de Patrocínios da Petrobras. Hoje atua como consultora, professora e palestrante nos campos da Gestão Cultural, da Cultura Digital e da Economia Criativa. É autora do livro Jangada Digital (Ed. Azougue, 2011), sobre os Pontos de Cultura e as políticas do MinC para o cenário das redes na gestão Gilberto Gil. E organizadora do livro De baixo para cima (Ed. Aeroplano), com lançamento marcado para o próximo dia 5 de dezembro.

Jerry Brotton  Professor de Estudos do Renascimento na Queen Mary University of London. Ele é o autor de Territórios de negociação: Mapeando o mundo Moderna (1997), os interesses globais: Art Renaissance entre Oriente e Ocidente (co-autoria com Lisa Jardine (2000), A Renaissance Bazaar: da Rota da Seda de Michelangelo (2002) , o Renascimento: a Very Short Introduction (2006), e da venda de bens do falecido rei: Carlos I e sua coleção de arte (2006), que o levou a ser indicado para o Prêmio Samuel Johnson, o Prêmio HessellTiltman, e Educação do Times Higher de Young Acadêmico do Ano (2007).

Justine Simons – Chefe da Cultura para a prefeitura de Londres mais de uma década, tem desempenhado um papel central na revitalização cultural de Londres, traçando a política cultural de Londres e formatando estratégias de investimentos da prefeitura para as Indústrias Criativas, que abrangem cinema, moda e design.

Katherine Zeserson – Foi diretora de “Aprendizagem e Participação” do Sage Gateshead, responsável pela concepção estratégica, direção e execução do seu ambicioso programa, internacionalmente aclamado.

Madani Younis – Diretor artístico do Bush Theatre desde 2012, levando a companhia a seu ano mais bem sucedido em 2013, com 99% dos ingressos vendidos. Antes do Bush Theatre foi diretor artístico do Freedom Studios em Bradford e trabalhou nacionalmente e internacionalmente como diretor teatral, escritor e ator.

Marcus Vinícius Faustini Cineasta, escritor e diretor teatral. É um dos fundadores da Escola Livre de Teatro da Zona Oeste e da Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu. Foi Secretário de Cultura de Nova Iguaçu. Coordena atualmente a Agência de Redes para Juventude e o Festival Home Theatre.

Mércio Pereira Gomes – Antropólogo (Ph.D. University of Florida, EUA, 1977), Professor do Programa de História da Ciência, das Técnicas e da Epistemologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, ex-Presidente da Funai, autor dos livros “Para conhecer e amar os índios”, “Os Índios e o Brasil”, “Antropologia Hiperdialética”, “Antropologia”, “O Índio na História”, “The Indians and Brazil”, “Darcy Ribeiro”, e “A Vision from the South”.

Sandra Jovchelovitch – Atualmente é  professora de Psicologia Social e diretora do programa de mestrado em Psicologia Social e Cultural no Instituto de Psicologia Social na London School of Economics (LSE), na qual ela atua como chefe desde agosto de 2007. Ela também ensina regularmente no Brasil, sendo parte do corpo docente (Professor Associado) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).